Just In Time: o que é e como funciona?

Just In Time: o que é e como funciona?


Você sabe o que é e como funciona o Just In Time? Esse é um sistema para administrar produções, ele se baseia na ideia de que nenhum produto deve ser produzido, transportado ou até mesmo comprado antes do tempo certo.
Em inglês esse termo significa de maneira literal a expressão “na hora certa”. Esse sistema pode ser aplicado em qualquer empresa e ajuda a reduzir estoques e também custos com processos.
Aplicando o just in time, a matéria prima sempre vai chegar na fábrica na hora em que se precise dela, isso acontece para que não haja estoque parado e para que os produtos que são fabricados em determinada empresa sejam sempre entregues a tempo. É um processo que está relacionado diretamente à ideia de produção sob demanda.
Primeiro, é preciso vender um produto para depois comprar o material para fabricá-lo. Com o Just in time não existe sobra de estoque, tudo que é fabricado já tem um destino final certo.
Para que funcione da melhor maneira possível é preciso que todos os stakeholders (público estratégico) envolvidos no processo tenham a noção de que é esse tipo de produção que é feita em determinada empresa. Os fornecedores precisam ser capacitados para realizar as entregas, assim como as distribuidoras que possam receber os produtos.

Como surgiu o Just in Time?

Esse processo de produção começou no Japão nos anos cinquenta. A história diz que quem inventou esse modelo foi a Toyota, no momento a empresa buscava implementar o sistema de gestão que coordenasse a produção em si com a demanda específica de modelos de carros diferentes, sem que houvesse atraso nas entregas.
Depois da segunda guerra mundial a empresa começou a fabricar carros e a variedade de modelos diferentes de automóveis era muito pequena e por isso, era preciso trabalhar com flexibilidade para fabricar lotes menores com o mesma qualidade das grandes empresas americanas.
Foi a ideia de produzir somente o que o mercado demandava passou a ser utilizada por outros fabricantes e depois dos anos setenta os automóveis que eram fabricados no Japão se tornaram muito competitivos. Tão competitivos quanto os veículos fabricados pelas grandes empresas automobilísticas.
Foi assim que o Just in Time se tornou mais do que uma maneira de realizar a gestão da produção e sim uma filosofia que abrange também a gestão de material, de qualidade, de organização, de produto, do trabalho, e também dos recursos humanos.
É uma filosofia que tem como característica a produção à partir da procura e da demanda, onde se produz somente o necessário, na quantidade necessária e no momento certo.
Nesse tipo de gestão, cada etapa do processo serve para produzir somente o que for necessário para que seja possível ser realizada a próxima fase, na quantidade e no momento certos. O ideal é que seja aplicado em todas as etapas do processo, isso ajuda a eliminar custos de estoque e armazenamento. Além da eliminação de custos é possível ganhar produtividade e qualidade.

Quais são os objetivos do Just in Time?

O maior objetivo dessa filosofia é a entrega de produtos ou serviços no momento certo e para a utilização imediata. Isso faz com que as melhorias sejam contínuas, o estoque seja reduzido e a continuidade do processo seja mais efetiva, se algum problema ocorre em algum estágio pré produção final, fica mais fácil de resolvê-lo.
É um processo que exige do gestor uma ideia de qual é o tempo certo, a quantidade suficiente, e o local correto. É essa ideia que faz com que a empresa consiga produzir o necessário para atender a sua demanda, garantindo a qualidade do produto final.
A otimização do processo de produção também é um grande objetivo do Just in Time. Ela faz com que a empresa se torne mais competitiva no mercado.
É necessário que a empresa tenha na cabeça quais processos terão que ser otimizados, entender quem é o cliente e qual é o tamanho da demanda, e que adote para si um compromisso com a garantia de entregas de qualidade e de melhoria contínua. Tudo isso junto trará um resultado muito mais assertivo no final da produção.
O Just in Time é o que as empresas utilizam hoje para conseguirem buscar melhoria nos processos produtivos, essa melhoria consegue ser sentida quando é possível reduzir drasticamente o estoque, já que essa diminuição faz com que seja mais fácil lidar com problemas no estágio de produção sem ter que se preocupar com produtos sem saída no estoque.
No momento que uma empresa consegue diminuir o estoque, os problemas que antes não afetavam diretamente a produção se tornam mais presentes, o que faz com que seja mais fácil eliminá-los.
Por que utilizar o Just in Time?
As vantagens de utilizar esse sistema de gestão são inúmeras, mas o que mais chama atenção é como ele contribui para o aumento da competitividade das empresas que o utilizam.
O Just in Time também busca reduzir os custos para o que for somente muito necessário. O planejamento e a busca pela melhoria continua dos processos produtivos ajudam a reduzir desperdícios e também reduzir significativamente o tempo de preparação e de movimentação durante todas as etapas de produção dos produtos finais.
A qualidade também é maior em empresas que utilizam o Just in Time, isso por que ele evita que existam defeitos e retrabalho durante o processo completo. É uma filosofia que busca causas de problemas e soluções para que eles não se repitam durante a produção.
Os trabalhadores são sempre treinados para que façam seu trabalho da melhor maneira possível, verificando sempre a qualidade daquilo que entregam. Se um lote completo for produzido com algum defeito, o tamanho menor dos lotes diminuem também a quantidade de produtos que serão afetados pelo problema.
Por último podemos citar a flexibilidade. O Just in Time faz com que a flexibilidade de resposta dos sistemas seja maior. Isso por que o tempo envolvido em cada processo é menor e ajuda o sistema a se tornar mais produtivo e também mais flexível quando se analisa variações de produtos finais.
Fonte : https://blog.egestor.com.br

0 comentários :

Postar um comentário

Anuncie sua marca me nosso Blogger